Cachorro pode tomar Dipirona, Dorflex ou Buscopan?

O brasileiro tem o péssimo hábito de se medicar, quando percebe que tem algum problema de saúde. Um espirro, uma tosse, febre, olhos vermelhos, inchaço, cansaço, vômito, diarreia, qualquer que seja o sintoma, alguém sempre tem algum remédio para indicar e isso é um risco muito grande, pois somente os médicos devem prescrever uma medicação, do contrário, podemos piorar ainda mais e até colocar a vida em risco.

Esse mesmo cuidado vale para nossos animais de estimação. O cachorro por exemplo, que está presente na grande maioria dos lares, estão sujeitos a apresentarem algum problema de saúde e nessa hora, sempre pensamos que não é nada grave, ou usamos um remédio que temos na gaveta, algo que jamais deveríamos fazer.

cachorro-tomar-remedio-buscopan

O uso de dipirona, Dorflex e Buscopan, é usado por milhões de brasileiros e se tornaram medicamentos comuns e fáceis de serem encontrados em qualquer parte do país, por isso, sempre temos um deles em casa. Então, dependendo do sintoma que o cachorro apresenta, sempre vem alguém receitando um desses remédios, seja para aliviar uma dor, combater uma inflamação, entre outras situações.

Podem ser usados quando a dor é de leve a moderada, cólicas e até podem ser ministrados aos cachorros, mas na dose certa e nesta hora é que entra o veterinário.

Se você tem um cão em casa, não pode usar a dose que sua vizinha usou para o cão dela, porque há várias raças de cães e a dose pode variar de uma para outra, levando-se em conta também a idade do animal, seu peso e até mesmo seu histórico de vida.

Outro problema grave e que merece nossa atenção, é que nós humanos sabemos falar quando estamos com alguma dor, dando detalhes de quão intensa ela é e em qual parte do corpo, o que não acontece com os cães.

Se o seu animal está se comportando de forma estranha, como se estivesse sentindo dor, os motivos podem ser os mais variados possíveis, por exemplo, pode ser que tenha um espinho em sua patinha, ou um caco de vidro.

Não adianta ficar medicando seu amigo canino, se o objeto não for retirado e o local tratado para não infeccionar.

A dor não deve apenas ser aliviada com medicações, ela precisa ser combatida e dificilmente saberemos o que um cachorro está sentindo, por mais que o conheçamos. O veterinário fará uma análise completa do animal e pode pedir inclusive, alguns exames, para descobrir exatamente o que está acontecendo com o pet.

A dipirona, por exemplo, é muito usada em tratamentos veterinários, por ser uma droga segura, mas desde que seja ministrada sob orientação de um veterinário e mesmo assim, é preciso acompanhar de perto o cão, para que caso ele apresente alguma reação mais grave, o profissional possa ser comunicado imediatamente.

Leve seu cão ao veterinário, passe todas as informações sobre o animal e a partir de quando ele começou a apresentar os sintomas, assim a medicação será prescrita com segurança e você estará ciente de que cuidou da forma certa do seu amigo canino.

Leia Também:

Cachorro pode tomar Dipirona, Dorflex ou Buscopan?
Avalie esta postagem

Encontros Pet