Justiça determina fim da Tortura Animal em Barretos

Finalmente o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu que irá manter a proibição a qualquer tipo de prova do laço e/ou vaquejada em Barretos, durante anos muitos animais sofreram com os maus tratos e a população e sociedades de proteção animal clamavam por essa medida, a esperança é que um dia se proíba a pratica desse tipo de tortura em todo o território brasileiro.

vaquejada-barretos11

O pedido foi feito pelo procurador-geral de Justiça de São Paulo em Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) requerendo a revogação de lei, de fevereiro de 2015, que permitia as práticas.

Se não conhece como funciona esse tipo de tortura animal leia abaixo um breve resumo e prepare o estomago: “Na prova do laço, conhecida também como calf roping, o bezerro, com cerca de apenas 40 dias de vida, lactentes, enquanto está correndo, é laçado pelo peão montado a cavalo, em velocidade. O laço em seu pescoço faz com que o bezerro estanque abruptamente, caindo sobre o solo. Ele então é erguido do solo pelo peão, sendo seguro pela prega cutânea que se dispõe entre o tronco e a parte traseira e é novamente atirado ao solo, agora em decúbito lateral, sendo três de suas patas amarradas juntas.”

Veja o que disse o desembargador Péricles Piza, relator da ação, em sua decisão:
“O direito deve acompanhar a evolução do pensamento da sociedade. E certas atividades, por mais que fossem consideradas manifestações culturais outrora, não devem permanecer se a própria sociedade na qual está inserida não mais é conivente com esse tipo de situação. Incutir medo, dor, sofrimento e morte a outros seres não é algo que queremos perpetuado em nossa cultura, não sendo este o objetivo do nosso constituinte originário ao vedar a crueldade a animais e proteger o meio ambiente, algo até então inédito na história das constituições pátrias.”

Nós da #FamiliaEncontrosPet estamos muito felizes com essa decisão e aguardando e lutando para que se tornem cada vez mais rotineiras, nos ajude compartilhando esse post ou curtindo nossa página no Facebook.

Leia Também:

Justiça determina fim da Tortura Animal em Barretos
Avalie esta postagem
Encontros Pet