Jararaca Ilhoa: Características, Picada, Preço

Bothrops Insularis é o nome científico da Jararaca Ilhoa que vive na Ilha da Queimada Grande, cerca de 35km distante do litoral paulista. Até bem pouco tempo atrás acreditava-se que existiam quase 5 mil destas cobras na ilha, mas atualmente uma informação trouxe preocupação, pois são apenas 2 mil cobras desta espécie habitando o local. Agora os técnicos estão colocando chip em cada Jararaca Ilhoa para conseguir uma contagem precisa e depois monitorá-las. Como a Jararaca Ilhoa não tem um predador natural, acredita-se que a ação do homem é que esteja causando o problema. Muitas serpentes acabam sendo capturadas para serem comercializadas no mercado ilegal de animais.

jararaca-ilhoa

A Jararaca Ilhoa chega a viver até 6 meses sem precisar de alimento e quando está com fome ela busca por aves e também procura ovos nos ninhos, principalmente do Atobá Pardo, que é muito comum naquela ilha.

Acredita-se que esta espécie de serpente já estivesse no local antes mesmo da Era Glacial, há mais de 10 mil anos.

O veneno da Jararaca Ilhoa vem sendo analisado pelo Instituto Butantã, mas quase não há antídoto, o que acaba agravando a situação já que a picada desta serpente faz com que a pessoa morra por falência geral em até duas horas. E é justamente por ter um veneno tão poderoso que ela consegue se alimentar das aves, pois rapidamente consegue neutralizá-las.

Do veneno da Jararaca Ilhoa conseguiu-se alterações moleculares de uma substância que foi isolada e este medicamento é de propriedade do laboratório Bristol-Myers Squibb.

As principais características da Jararaca Ilhoa é que ela é sempre em tons claros, é ovípara e sempre se reproduz por ovos. É muito agressiva, principalmente quando nota que o homem está por perto. Ela vive muito isolada na mata, não está acostumada com presença de humanos, por isto se torna ainda mais perigosa nestas ocasiões.

O Brasil está se preocupando cada vez mais em manter preservadas as áreas em que a Jararaca Ilhoa vive, permitindo que somente pessoas autorizadas possam permanecer no local.

jararaca-ilhoa-01

Ao longo dos anos a Jararaca Ilhoa foi se adaptando a realidade do local em que vive, pois caçar roedores era sempre perigoso porque eles possuem dentes fortes que causam um grande estrago, então elas começaram a caçar as aves, só que uma tática era picar o animal e ficar seguindo-o até que o veneno fizesse efeito, mas as aves acabavam voando e morrendo longe delas. Então a Jararaca Ilhoa adotou uma nova tática, ela passou a agarrar as aves depois do bote para que elas não voassem.

Por chegar a no máximo 1 metro de comprimento, não está entre as maiores cobras brasileiras, entretanto é considerada uma das mais perigosas do país.

Por ter as aves como prato principal de seu cardápio, a Jararaca Ilhoa teve que mudar seus hábitos e começou a caçar durante o dia.

É preciso uma fiscalização mais efetiva para que esta espécie de serpente possa garantir sua sobrevivência, visto que há inúmeras pessoas interessadas em capturá-las. Há alguns projetos em andamento, mas precisarão ser ágeis para que a ilha possa realmente ser preservada e a Jararaca Ilhoa seja protegida.

 

LEIA TAMBÉM:

Jararaca Ilhoa: Características, Picada, Preço
5 (100%) 1 vote

Encontros Pet