Peixe Betta: Como Cuidar, Preço

Veja aqui como cuidar do Peixe Betta, seu preço e algumas curiosidades, saiba que na verdade, existem 65 espécies de peixes classificados como “Betta” e podem ser encontrados em mais de 25 diferentes cores e padrões.

Betta-01

Origem

Na verdade, existem 65 espécies de peixes classificados como “Bolha” e podem ser encontrados em mais de 25 diferentes cores e padrões. O tipo mais comum vendido no Brasil é o Splendens, que também são chamados de peixes de combate siamês ou de peixes de combate japonês. Um peixe originário do Sudeste Asiático (Indochina) da família Osphronemidae. Conhecido como peixe de briga siamês (Brasil) ou Combatente (Portugal) devido à sua agressividade contra peixes da mesma espécie. Esta agressividade verifica-se predominantemente entre machos da espécie, de modo que, um macho colocado junto a peixes de espécies dóceis convive sem problema. Por outro lado, se colocadas em aquários pequenos, mesmo as fêmeas tornam-se agressivas, com uma delas, geralmente a maior, assumindo o papel dominante e agredindo as demais, com o risco de comer uns aos outros.

Na sua forma selvagem os Bettas apresentam uma coloração discreta (cor acastanhada) que confunde-se com o meio ambiente, e com alguns tons de vermelho e azul nas barbatanas, são menores e menos agressivos que as formas domésticas. Na natureza podem ser encontrados nas bermas dos campos de arrozais, regatos, e pequenos lagos. O sistema social desta espécie é um sistema territorial em que durante a época de reprodução (época das chuvas) os machos defendem um território formado em redor de um “ninho bolha”, que eles próprios constroem e mantém. As fêmeas visitam os machos que as cortejam até estas libertarem os ovos. Em seguida e após a fertilização, os machos colocam os ovos no ninho e expulsam as fêmeas do território.

A reprodução em cativeiro é relativamente simples, bastando para isso um aquário (que pode ser pequeno) e um pequeno recipiente transparente. No aquário, coloca-se um macho, enquanto coloca-se a fêmea no pequeno recipiente. Em seguida, o recipiente (com a boca para cima) é colocado dentro do aquário, que terá um nível de água insuficiente para cobrir o recipiente. Uma vez visualizando a fêmea, o macho irá iniciar a construção do ninho, formado por diversas bolhas na superfície. Essa tarefa pode ser facilitada por algo que fique na superfície da água, como um isopor ou pedaço de plástico, o que evita que o ninho prenda-se ao recipiente da fêmea.

Uma vez construído o ninho, é o momento de soltar a fêmea, que será cortejada e envolvida pelo macho – se eles tiverem um contato imediato, o macho irá cortejá-la antes de fazer o ninho, só depois de um tempo a cortejando, ele começará a fazer o ninho. Sob pressão, a fêmea entregar-se- á ao macho, então o macho a abraçará – esse abraço é conhecido como abraço nupcial. Ela expelirá os ovos, que serão fertilizados e colocados no ninho pelo macho, com a boca. Algumas fêmeas ajudam o macho, outras preferem comer os próprios ovos.

Uma vez concluído esta etapa, a fêmea deve ser retirada para não ser morta pelo macho. Este será responsável por cuidar dos ninhos e dos alevinos após o nascimento, devolvendo ao ninho os que caem. Após uns vinte dias, contando como início o dia em que os ovos eclodiram, o macho tem que ser separado dos alevinos, pois nessa hora ele poderá comê-los.

Este peixe tem a particularidade de respirar o ar atmosférico, graças a órgãos chamados de labirintos, que fazem com que o ar passe bem próximo da corrente sanguínea dele, proporcionando a troca de oxigênio com o sangue por meio de difusão. Por este motivo, os Bettas podem viver em águas pobres em oxigênio, mas não poluídas.

Os Bettas são muito populares entre os entusiastas de aquariofilia. As formas domésticas que atualmente podem-se comprar nas lojas são o resultado de dois tipos de seleção artificial. Por um lado procurou-se produzir peixes com características mais ornamentais, com barbatanas alongadas e corpo colorido, por outro procurou-se criar peixes mais agressivos, para serem utilizados em torneios de luta (mais comum no Sudeste Asiático). Estes últimos normalmente apresentam barbatanas curtas e são de maior tamanho.

São divididos em dois grupos, de acordo com o seu comportamento sexual: alguns constroem ninhos de bolhas, como o B. splendens, enquanto outros incubam os ovos na boca, como o B. picta. Estes últimos são por vezes chamados “pseudo-betta”, e especula-se que tenha evoluído de espécies construtoras de ninhos, como adaptação a habitats de corrente rápida.

Betta-03

Características

Tanto a anatomia do sexo, como as suas cores, são altamente variadas e diversas. A maioria das pessoas usam nomes Ingleses para dar nome à anatomia dos Bettas, como “Double-Tail” (Bettas que tem Cauda Dupla). Possuem 4 nadadeiras, a nadadeira Dorsal (que fica em cima do dorso do animal), a nadadeira Anal (localizada na parte de baixo do dorso do animal), a “barriga”, a nadadeira Ventral ou Pélvica (localizada muito próxima a cabeça do animal) e finalmente a nadadeira caudal, é por causa dela que geralmente os "tipos" de Bettas são formados.

Mas alem dos tipos de cauda, há também uma grande variabilidade nas cores, tal como:

As cores sólidas – São indivíduos de cores bem acentuadas e definidas, que não demonstram nenhuma outra coloração no mesmo espécimen. Ex.: Preto, laranja, rosa, lilás, verde, azul royal, púrpura, azul metálico, vermelha, branco, amarelo, etc.;

Os bicolores – São indivíduos que no seu padrão base contêm duas cores bases, mas sem nenhum outro tipo de mancha, seja no tronco ou qualquer uma das barbatanas. Ex.: Azul/Amarelo, Azul/ Branco, Castanho/Amarelo, Vermelho/ Amarelo, Preto/ Amarelo, e muitas outras;

As cores butterfly – São indivíduos que no seu padrão base contêm duas ou mais cores, e porque estes já não são chamados de bicolores, pela existência de duas ou mais cores nas diferentes partes do Betta, desde que estejam bem ordenadas. Ex.: Deixem a vossa imaginação correr com todas as cores que possam imaginar;

As cores vermelho e preto – São indivíduos que no seu padrão de cores podaram ser muito variados isto é, nas cores Cambodja na totalidade dos casos o tronco do Betta tem sempre uma cor mais clara em relação às cores das barbatanas, podendo esta ser da mesma cor, mas mais forte ou de outra. Os mármores Penso que não haverá qualquer dúvida em perceber que trata-se de indivíduos com o corpo e as barbatanas de cores distribuídas pelas diferentes partes do corpo, sejam elas só duas ou mais cores. Ex.: Nos da cor Cambodja podem ter das mais variadas cores e mais de duas desde que a cor do corpo do peixe seja sempre mais clara que o resto, Os Mármores têm uma infinidade de mutações que podem aparecer.

Todos os Betta são pequenos, mas podem variar consideravelmente no tamanho, de 2,5 cm do Betta chanoides até 12 cm do Betta-de- akar (Betta akarensis).

Peso:Aproximadamente Macho e Fêmea até 20 g
AlturaAproximadamente Macho e Fêmea de 2,5 m a 12 cm
Grupo: Família Osphronemidae
Grau de Atividade: Médio/baixo
Cor:São altamente variadas e diversas
Nome de Origem:Betta
Pais de Origem:Sudeste Asiático

Betta-04

Temperamento

Eles são ariscos com peixes da mesma espécie e os machos não devem ser mantidos juntos. Então, se você quiser adquirir um monte de Betas machos, adquira também um monte de aquários próprios.

Se você possui mais de um Beta, pode até deixar que eles se encarem um pouco e mostrem todo o vigor e o esplendor da espécie, afinal, são incríveis. Até mesmo um espelho na frente de seu Beta pode fazer com que ele pense que está encarando um rival. Entretanto, não faça isso com tanta freqüência, pois seu peixe pode ficar estressado demais.

São muito inteligentes! Você pode treinar seu peixe Betta para passar por aros, e até mesmo tocar sinos para pedir alimentos.

Curiosidades

A espécie que conhecemos hoje foi criada através de um Beta selvagem, que possui reflexos amarelos e listras horizontais escuras.

As fêmeas dessa espécie costumam ser bem pacíficas, já os machos infelizmente são utilizados em rinhas. Durante uma briga, ele fica com sua coloração bastante intensa, mas são eles que criam os alevinos (filhotes), não a fêmea.

Ficam até quatro dias sem comer, e até quatro horas fora d água.

Conseguem respirar ar! Eles têm um órgão exclusivo chamado labirinto que permite respirar ar como você e eu. Por causa disso podem realmente afogar- se se não tiverem acesso à superfície da água.

Dicas

O Peixe-beta (ou Betta) é um dos pets mais fáceis de ter, e cuidar. O aquário não precisa de filtro, nem de termostato, e só precisa ser limpo a cada 15 dias. É essencial que apenas metade da água seja trocada, para evitar choques de temperatura, ou até mudanças bruscas no PH. Dessa forma, seu peixinho ficará mais resistente.

Escolha por aquários próprios para a espécie antes de levá-lo para casa escolha bem um aquário próprio para essa espécie. São modelos bem simples de aquário e seu preço varia de R$ 20 a R$ 100. Opte por aquários espaçosos e altos, que tenham um volume para, pelo menos, 5 litros de água.  Os Bettas precisam ter espaço o suficiente para abrir sua cauda sem que encoste-se ao vidro, e nos outros peixes.  Ao contrario, do que dizem as besteiras nunca é a melhor opção.

Veja abaixo como limpar o aquário do peixe Betta:

Eles podem ficar em locais inusitados, como em sua mesa de trabalho ou até mesmo na cabeceira de sua cama. Entretanto, deve ficar longe da luz solar direta, de cheiros fortes e de fumaça, por exemplo. O ideal é encontrar um local arejado, onde poderá ficar calmo, sem ter de lidar com mudanças bruscas de temperatura e cheiros que podem lhe fazer mal.

Jamais superalimente seu Beta, pois ele só necessita de poucos flocos de ração para ficar satisfeito. Apesar de alguns locais precisarem a quantidade de ração exata que deve ser dada, isso pode variar bastante. A dica é fornecer granulados que serão comidos em, no máximo, 5 minutos. Assim, dê aos poucos para que perceba o momento em que seu peixe ficará saciado.

Na alimentação dos Betas também podem ser usados alimentos vivos como: Artemia franciscana, Enquitréia (Enchytraeus albidus) e Microverme (Anguilula silusiae). Porém, este tipo de alimentação precisa de muitos cuidados e só é indicado para quem sabe fazer o cultivo desses alimentos.

Betta-02

Saúde

Normalmente vivem 2-3 anos, mas há alguns casos de Bettas com mais de 10 anos de idade.

Preço

O preço médio pode variar de R$ 50.00 a R$ 100.00. Mas, existem tipos raros de peixes Betta que chegam a custar mais de R$ 1000 reais. Tipos como o Super Delta Tail, Half Sun, Spade Tail, Fan tail, e etc.

Betta

Leia Também:

Peixe Betta: Como Cuidar, Preço
Avalie esta postagem

Encontros Pet