Toxoplasmose Canina: Sintomas, Como Prevenir

Veja aqui maiores informações sobre a Toxoplasmose Canina, seus sintomas e como prevenir a doença que atinge cachorros, gatos e humanos.

A Toxoplasmose Canina é uma doença muito conhecida entre os donos de cães e é causada por um protozoário, chamado Toxoplasma Gondii. Esta doença é uma zoonose que merece cuidados especiais, pois facilmente pode ser transmitida de um animal para um ser humano.
Mas diferente do que muitos pensam, a Toxoplasmose Canina não é contagiosa somente pelo contato que se tem entre um animal e o ser humano, é preciso que a pessoa tenha contato com as fezes do animal que esteja contaminado pelo protozoário.

Vários animais podem ter Toxoplasmose, como aves, bovinos, porcos e também os cães, apesar de muitos ainda continuarem achando que somente os cães ou os humanos podem ter esta doença.

São muitos os animais que podem propagar a Toxoplasmose, mas o cão é sempre apontado como o único culpado pelos casos que surgem. Isto é um erro muito grande porque não são todos os cães que são portadores da doença e mesmo aqueles que são, podem receber cuidados especiais e assim evitar que a Toxoplasmose se propague com facilidade.

A Toxoplasmose Canina pode ser transmitida de várias formas, porém, a mais comum continua sendo através do contato com as fezes do animal. A doença poderá causar sintomas variados, tanto nos cães como também no ser humano.
Se o cão ou o ser humano estiver no período de gestação, aí os danos causados pela doença serão ainda mais graves, pois é uma doença capaz de afetar a formação de vários órgãos no filhotinho do cachorro ou no bebê da futura mamãe.

Transmissão da Toxoplasmose Canina

A transmissão através das fezes, como já vimos, é a forma mais comum de contágio da doença, mas há outras formas em que a transmissão pode ocorrer, por exemplo, quando ingerimos verduras que não são lavadas corretamente e que estejam com o protozoário. Também quando ingerimos carne mal cozidas de animais que estavam com esta doença.

Como vemos, é um erro muito grande dizer que o cão é o maior culpado pela transmissão da Toxoplasmose, uma vez que no Brasil o consumo maior de carne é de porco, boi e galinha.
Demos ressaltar ainda que o simples contato da pessoa com as fezes contaminadas não garante a contaminação, pois o protozoário precisa entrar no corpo de forma oral, o que dificulta ainda mais que isto aconteça.

Toxoplasmose Canina: Sintomas, Como Prevenir

E por fim, devemos lembrar que o cão, conforme já comprovaram alguns estudos, não disseminam a doença quando estão infectados. É comum encontrarmos pessoas que desconhecem este fato, porque o gato sim, pode vir a disseminar a Toxoplasmose. Os cães porém, podem ser de fato infectados pelo protozoário, mas não irão contagiar as pessoas por causa disto.

Mas a Toxoplasmose Canina pode ser transmitida também de forma congênita, ou seja, a cachorra contaminada irá transmitir a doença para seus filhotinhos quando eles nascerem.

A Toxoplasmose Canina conta com vários estágios infecciosos, podendo ser:
Oocistos: este estágio é no trato digestivo do animal que tem a doença e esta é expelida nas fezes.
Taquizoítos: é quando a doença se multiplica pelos tecidos do corpo.
Bradizoitos: quando a doença atinge a forma aguda, ou seja, se torna persistente e neste caso poderá ficar no animal para o resto de sua vida.

Toxoplasmose Canina: Sintomas, Como Prevenir

Sintomas da Toxoplasmose Canina

A Toxoplasmose Canina pode apresentar uma série de sintomas, que variam de acordo com o nível da infecção, o porte do animal, entre outros fatores. Mas geralmente a doença nos cães é bem parecida com a “Cinomose” o que torna difícil sua identificação, o que torna extremamente importante levar o animal a um veterinário para que o profissional possa fazer todos os exames necessários para saber do que realmente se trata.
Os principais sintomas desta doença nos cachorros são: infecções gastrointestinais, infecções respiratórias, febre, vômito, convulsões, diarreia, tremores, muita fraqueza, as patas ficam mais rígidas e podem até ficar paralisadas porque a Toxoplasmose Canina pode atingir o sistema nervoso central do cão.

Como prevenir a Toxoplasmose

A melhor forma de evitar a Toxoplasmose é evitar que o cachorro ingira cistos de algum tecido já infectado, ou seja, não alimente seu cachorro com pedaços de carnes cruas ou até mesmo mal cozidas. Agindo desta forma você já terá dado um grande passo para prevenir que seu cão venha a ter Toxoplasmose.
Outra forma de prevenir a Toxoplasmose em seu cachorro é passar a controlar melhor as idas do animal à rua, pois não adianta você fazer tudo certo dentro de casa e quando o cão sair, ficar revirando lixo, podendo vir a ter contato com algo infectado.
Não deixe seu cão sair sozinho. Leve-o para passear quando puder ficar atento a tudo que ele irá fazer, vigie os locais onde ele for, pois eles ficam curiosos quando estão na rua ou em uma pracinha e querem explorar ao máximo o novo espaço apresentado a eles.

Leia Também:

Toxoplasmose Canina: Sintomas, Como Prevenir
Avalie esta postagem
Encontros Pet