Blog Encontros Pet, onde você encontra tudo para seu animal de estimação.

Esporotricose em Gatos: Sintomas e Tratamento

Esporotricose em Gatos: Sintomas e Tratamento

A Esporotricose em gatos é causada pelo fungo “Sporothrix Schenckii” e se trata de uma micose que pode atingir não só os animais, mas até os humanos. Veja abaixo sintomas e tratamentos para lidar com esse problema:

Esporotricose-Gato

Na década de 90 a Esporotricose se agravou bastante no Rio de Janeiro, mas isto não significa que outros estados estejam livres, pelo contrário, há relatos da Esporotricose por todo território nacional, por isto, quem tem um gatinho dentro de casa precisa ficar sempre muito atento.

A micose já pode ser combatida e quanto antes o diagnóstico for feito, melhor. Se o animal tem suspeita de ter a Esporotricose não há nenhum motivo para abandoná-lo, muito pelo contrário, ele precisará da ajuda do seu dono para ficar bom novamente.

Os principais sintomas da Esporotricose em gatos são algumas lesões ulceradas que vão aparecendo por toda pele do felino. É possível observar que são feridas mais profundas e na maioria das vezes com a presença de pus. Estas feridas não cicatrizam e quanto mais o tempo for passando, mais elas vão evoluindo e o quadro vai se agravando porque o avanço da Esporotricose é muito rápido.

O fungo que provoca a Esporotricose está quase sempre no solo, na madeira e até mesmo nos vegetais e o gato é contaminado facilmente. Estes gatos que passam a transportar o fungo podem transmitir a doença a outros animais, seja através de mordidas ou contato direto.

E a Esporotricose pode vir a se manifestar nos seres humanos, por isto a melhor forma de resolver o problema é começar o tratamento o mais breve possível, mas sempre utilizando luvas e até mesmo máscaras.

Nos humanos a Esporotricose acaba se manifestando também por lesões na pele que a princípio é só um caroço vermelho, mas que logo se torna uma grande ferida, então ao notar o problema é bom ir logo a um dermatologista.

Esporotricose-Gato-02

Um gato com Esporotricose pode facilmente contaminar outros animais que estão com ele no mesmo ambiente, por isto é sempre bom deixá-lo isolado por um tempo. Este gato deve ser mantido em um local próprio por um período, para que ele possa receber o tratamento adequado.

Caso o gato acabe morrendo o certo é cremar o corpo do felino e não enterrá-lo para evitar que a micose se espalhe pelo local e assim outros animais poderão vir a ser contaminados.

Por isto quem tem um gato em casa ou até mesmo no apartamento deve tomar muito cuidado quanto à questão da higiene do ambiente. Muitas pessoas acham que o gato é um animal asseado e ele mesmo cuida de sua limpeza, mas não é bem assim. O dono do felino precisa ficar atento a esta questão e manter o local onde o animal vive sempre muito limpo.

Importante também é ficar sempre atento ao gato e se notar alguma ferida ou algo diferente no animal, levá-lo imediatamente a uma clínica veterinária. É um erro muito grande achar que é só um arranhãozinho que vai melhorar com dois ou três dias.

Infelizmente a doença é detectada somente quando os sinais estão mais avançados, então não se pode perder muito tempo.

Esporotricose-Gato-01

 

LEIA TAMBÉM:

Cachorro Fazendo Fezes Moles: O que Fazer? Ler anterior

Cachorro Fazendo Fezes Moles: O que Fazer?

Barriga do Cachorro fazendo Barulho, o que fazer? Ler próxima

Barriga do Cachorro fazendo Barulho, o que fazer?

Adicionar um comentário

Assine nossa Newsletter

Assine e receba novidades, dicas e não perca nenhuma de nossas notícias, você pode cancelar a qualquer momento!