Sarna Canina: Sintomas e Tratamento

A Sarna Canina é muito comum mas merece atenção, descubra quais os sintomas iniciais e o tratamento mais adequado para que seu cachorro continue lindo e saudável:

A Sarna Canina é provocada por ácaros que ficam alojados na pele do cachorro. O problema merece atenção principalmente pelo fato de que ácaros sempre estão presentes no pelo do cão, espalhados por todo o corpo do animal, porem quando estão em desarmonia (excesso), causa muito desconforto para o animal.

Muitos donos de cães acham que a Sarna Canina ataca somente os cachorros que vivem nas ruas, mas isto não é verdade, porque qualquer cachorro está sujeito a ter sarna. Os ácaros que atacam a pele do cão pode ficar alojado pela casa, nas cortinas, tapetes, cobertores, estofados e vários outros lugares. Até os brinquedinhos do cachorro e sua casinha pode servir de abrigo para os ácaros. Então é bom tomar todas as providências para que a sarna não atinja seu animal.

Sarna Canina: Sintomas e Tratamento

São 3 tipos de sarna. A Sarna sarcóptica, a Sarna Demodécida e a Sarna Otodécica, e cada uma delas é causada por um ácaro diferente.

SARNA SARCÓPTICA

Também conhecida por “escabiose” é provocada pelo Sarcoptes Scabei, um ácaro que ataca a pele dos cães independente da época do ano, não tendo predisposição de idade, raça nem sexo (acomete todos). Este ácaro causa coceira intensa, importunando bastante o animal que fica o tempo todo coçando a região afetada, além de lamber e até morder o local para aliviar o prurido. Quando esta sarna atinge o animal, o mais comum é que a pele fique com um tom avermelhado, o pêlo começa a cair e ocorre até escoriações. Esta sarna precisa ser tratada com os medicamentos receitados por um veterinário e o animal deverá ser isolado pois esta é uma sarna altamente contagiosa, transmitindo para outros animais e ate para nós humanos.

SARNA OTODÉCICA

Mais conhecida como Sarna de Ouvido, justamente pro atingir apenas esta parte do corpo do animal e o causador é o ácaro Otodectes Cynotis. O principal sintoma é o intenso prurido (coceira) na orelha, meneios cefálicos (chacoalhar a cabeça) e ferida devido a grande coceira. O tratamento consiste na administração de medicamentos otológicos, e algumas vezes também é necessária administração de medicamentos via oral (por boca).

SARNA DEMODÉCICA

Também conhecida como “sarna negra”, é provocada pelo ácaro Dermodex Canis. Esta sarna não é contagiosa e um dos motivos dela surgir está na predisposição genética do animal. O causador desta sarna encontra-se em todos os cachorros e ela é praticamente inofensiva, mas poderá surgir nos animais que estejam com o sistema imunológico em baixa ou que tenham alguma deficiência neste sistema. Esta sarna, diferente das outras, não causa coceira, mas provoca feridas que apresentam secreções e um cheiro muito forte. Animais com esta sarna devem ser castrados para evitar a propagação desta doença que não tem cura, porém, com tratamento adequado poderá ser controlada e o cão passa a ter uma vida normal.

Um dos grandes perigos da sarna é que toda vez que um cachorro começa a se coçar e os pelos começam a cair, logo o dono já faz um diagnóstico apontando a sarna como causadora do problema e não procura um veterinário para verificar a verdadeira causa do problema.

Há formas variadas de sarna e para cada uma delas existe um tratamento adequado, cabendo ao veterinário descobrir qual é a sarna que afetou o cão e recomendar o tratamento adequado.

Veja o vídeo abaixo tirando algumas dúvidas de nossos leitores:

Vale ressaltar a importância de manter o cão sempre limpo, assim como o local onde ele vive. É necessária atenção as feridas na pele por isso é de extrema importância sempre perguntar ao banhista se ele encontrou algo de errado na pele do animalzinho.

Nunca use medicamentos por conta própria ou aceite indicação de remédios de amigos ou vendedores de aviculturas. Cada caso é um caso, e o único que pode detectar a doença e indicar o tratamento adequado é o médico veterinário.

Sarna Canina: Sintomas e Tratamento

Seu cão esta coçando? Então corra para o Veterinário!!!

Leia Também:

Sarna Canina: Sintomas e Tratamento
Avalie esta postagem
Encontros Pet