Blog Encontros Pet, onde você encontra tudo para seu animal de estimação.

Cachorro com carrapato: o que fazer?

Cachorro com carrapato: o que fazer?

Os carrapatos são parasitas indesejados que podem se apegar ao seu cachorro e causar uma série de problemas de saúde. Mesmo com os melhores cuidados preventivos, é possível que seu peludo amigo acabe com um carrapato em algum momento. Saber o que fazer quando isso acontece é crucial para manter a saúde do seu cão. 

Neste artigo, discutiremos como identificar, remover e prevenir carrapatos em cachorros, além de abordar os riscos associados a esses parasitas e como cuidar de um cão após a remoção bem-sucedida. Continue a leitura! 

 

Identificando carrapatos em cachorros

Antes de tratar o problema, precisamos identificar que ele existe. Por isso, aqui estão alguns sinais que indicam que o seu cachorro pode estar lidando com carrapatos:

Coceira excessiva: se o seu cão está se coçando de forma persistente, preste atenção em qualquer área onde você possa ver uma saliência, ou, caroço.

Áreas inchadas: carrapatos se alimentam do sangue do seu cachorro, o que pode resultar em áreas inchadas e avermelhadas.

Caroços subcutâneos: às vezes, você pode sentir pequenos caroços sob a pele do seu cão, especialmente em áreas como o pescoço, orelhas e patas.

Comportamento alterado: cães com carrapatos podem parecer cansados, letárgicos ou demonstrar falta de apetite.

Febre: carrapatos podem transmitir doenças, e febre é um sinal de que algo está errado.

 

O que fazer se você encontrar um carrapato?

Se você encontrar um carrapato no seu cachorro, é importante lidar com ele corretamente para evitar complicações. Aqui estão as etapas a seguir:

Reúna os suprimentos: você precisará de luvas, uma pinça ou ferramenta específica para a remoção de carrapatos, e um recipiente com álcool, para a imersão do carrapato após a remoção;

Remova o carrapato: usando luvas, segure o carrapato o mais próximo possível da pele do seu cachorro e puxe-o suavemente e com firmeza para fora. Certifique-se de não espremer o corpo do carrapato, pois, isso pode liberar substâncias prejudiciais;

Limpe a área: limpe a área onde o carrapato estava com álcool.

Descarte adequado: mergulhe o carrapato no álcool para garantir que ele esteja morto e depois descarte-o adequadamente.

Monitoramento: monitore a área da picada por alguns dias. Se você notar qualquer inflamação, vermelhidão ou sinais de infecção, consulte imediatamente um veterinário.

 

Prevenção de carrapatos em cachorros

Prevenir é sempre melhor do que remediar quando se trata de carrapatos. Aqui estão algumas medidas preventivas eficazes:

Produtos anti-carrapatos: use produtos recomendados pelo seu veterinário, como, coleiras, spot-ons ou comprimidos, que ajudam a repelir ou matar carrapatos.

Verificação diária: após o seu cachorro voltar de passeios, verifique-o cuidadosamente quanto à presença de carrapatos. Quanto mais cedo você os encontrar, melhor.

Ambiente limpo: mantenha seu ambiente doméstico limpo, aspirando e lavando a roupa de cama regularmente.

Vacinação: em algumas regiões, existem vacinas disponíveis contra doenças transmitidas por carrapatos. Converse com seu veterinário sobre a necessidade de vacinação.

Áreas de lazer conhecidas: evite áreas infestadas por carrapatos sempre que possível. Se você sabe que uma área está densamente povoada com carrapatos, escolha outra para passear com seu cão.

 

Riscos associados a carrapatos em cachorros

Além da coceira e desconforto locais, carrapatos podem transmitir doenças graves para os cães, como a doença de Lyme e a babesiose. Essas doenças podem causar sintomas sérios, incluindo febre, letargia, perda de apetite e, em casos graves, problemas neurológicos.

 

Cuidados após a remoção do carrapato

Após a remoção bem-sucedida de um carrapato, continue monitorando seu cachorro por alguns dias. Se você notar quaisquer mudanças no comportamento ou sinais de infecção, consulte um veterinário. Lembre-se de que a prevenção contínua é a chave para manter seu cachorro seguro e saudável.

Em conclusão, encontrar um carrapato em seu cachorro pode ser desconfortável, mas, com a abordagem correta, você pode lidar eficazmente com a situação. A prevenção é sempre a melhor estratégia, por isso, siga as orientações do seu veterinário para manter seu amigo peludo protegido contra esses parasitas indesejados. 

Seu cachorro confia em você para cuidar dele, então, fique atento e aja rapidamente! 

Ler anterior

Macaco Prego como animal de estimação: preço, curiosidades e dicas importantes

Ler próxima

Dicas para viajar com o cachorro de carro

Deixe um comentário

quatro × 4 =

Nenhum comentário encontrado.

Posts Relacionados

Assine nossa Newsletter

Assine e receba novidades, dicas e não perca nenhuma de nossas notícias, você pode cancelar a qualquer momento!