Cachorro Terrier Australiano

Cachorro Terrier Australiano

O cachorro Terrier Australiano (em inglês: Australian Terrier) é a primeira raça oriunda da Austrália a ser reconhecida por outros países, saiba mais sobre essa linda raça, suas características e algumas curiosidades logo abaixo…

terrier-australiano

Origem

O Terrier Australiano (em inglês: Australian Terrier) é a primeira raça oriunda da Austrália a ser reconhecida por outros países. Embora conhecida em sua terra natal desde 1899, foi reconhecida pela Inglaterra apenas em 1936. Usados nas fazendas australianas desde o século XIX, estes exemplares são hoje vistos em todas as nações anglófonas. Descendente dos cruzamentos entre várias raças britânicas assemelha-se aos Cairn Terriers, Yorkshire Terriers, e Skye Terriers. Considerado um eficiente cachorro de guarda, enfrenta até mesmo cobras. Seu adestramento, classificado como difícil, é eficaz quando aplicado desde filhote, para torná-lo um bom companheiro.

terrier-australiano-01

Características

Fisicamente é visto como um animal robusto, com o corpo longo comparado-se a sua altura. Um cachorro forte de corpo alongado, baixo, e de comprimento médio. Sua cabeça deverá ter um comprimento moderado, com o focinho ligeiramente mais curto do que o crânio. Seu tronco possui um comprimento de tamanho médio, comparando com a altura de sua cernelha. O nariz é preto. Os olhos devem ser pequenos e ovalados, jamais arredondados ou acentuados.

A cor de seus olhos deverá ser mais escura. Seu olhar deverá contar com uma expressão de astuta e perspicácia. Seu pescoço possui um comprimento médio, refinado, levemente arqueado, bem revestido com pelos sedosos e longos, procura articular-se aos ombros com graça e harmonia. Suas orelhas, pequenas em formato de V, possuem um corou fino, inserção alta, portas eretas, e absolutamente isentas de pelos longos. A mordedura é caracterizada por uma mandíbula forte, dentes nivelados e alinhados, com incisivos superiores, ou seja, uma mordedura em formato de tesoura. Sua cauda deve ser cortada preferencialmente, não deve contar com pelos longos. Suas patas são pequenas, acolchoadas com unhas pretas, e bem curtas,

Sua movimentação é bastante fluente, e realmente firme nos ombros e cotovelos, patas e metacarpos, trabalhando corretamente direcionados sempre para frente. Seus posteriores possuem uma forte propulsão, e uma boa flexibilidade, tanto nos joelhos como nos jarretes. Quando visto de trás os membros deverão movimentar-se paralelamente, e com moderado afastamento.

Ele poderá apresentar diversas tonalidades, que podem ir desde o tom de areia ou vermelho, com a linha do dorso em variações mais claras, azul, azul aço, prata, ou mais pálido do que a cor de sua cabeça. Quanto mais saturada, e mais definida for à cor, melhor. Os cachorros com marcação de fuligem, não são bem vistos pelos tratadores. Topete azul, prata ou mesmo uma tonalidade mais clara do que a cor da cabeça. Em qualquer das cores, caso existam cores e marcas brancas no antepeito ou nas patas devem ser penalizadas.

Sua pelagem é bem assentada, possui um brilho refinado, textura sedosa e de comprimento que deve ficar entre 13 cm a 15 cm, desde a sua nuca até a raiz da cauda, sem que impeça a movimentação do exemplar. Os membros desde os carpos e jarretes até as patas não apresentam pelos longos. Nesta raça é bastante indesejável a presença de uma longa cascata de pelos em seu focinho ou em sua bochecha.

Deve ter uma altura entre 23 a 28 centímetros, apesar disto a altura ideal para a criação da raça é de 25 centímetros. Seu peso poderá ser de até 6 kg.

Peso: Aproximadamente Macho e Fêmea de 4 kg a 5 kg
Altura Aproximadamente Macho e Fêmea de 23 cm a 25 cm
Grupo: 3
Funções: Cachorro de companhia
Grau de Atividade: Alto
Pelo: Sedosa, reta, densa e brilhante
Cor: Topete azul, prata
Nome de Origem: Terrier Australiano
Pais de Origem:

Austrália

Registro FCI:

terrier-australiano-04

Temperamento

O padrão da raça descreve o temperamento ideal como um cachorro considerado espirituoso, alerta, companheiro, ativo, confiante, afetuoso, alegre, com uma agressividade natural, de um bom caçador de ratos, uma bravura acima da média. Realiza muitos trabalhos, é muito inteligente e obediente, o que indica uma excelente treinabilidade.

Como acontece normalmente com outros Terriers, eles poderão ser agressivos, e um pouco mandões, e os cuidados deverão ser tomados quando vivem em uma casa que possui vários outros animais de estimação. Um adulto do sexo masculino, por exemplo, não adapta-se com outros cachorros machos adultos.

Curiosidades

Uma vez que o Terrier Australiano foi criado no Brasil para companhia, eles tendem a serem animais muito amigáveis, que gostam de interagir diariamente com as pessoas, e querem sempre estar junto em todas as atividades.

Dicas

Este certamente é um animal de estimação para uma casa que é muito limpa, já que ele é extremamente caprichoso. Um ótimo cachorro para a família. Quando está desconfiado de estranhos ladra sem parar, demonstrando inclusive habilidades para guarda.

Quando são bem treinados, aceitam estranhos em sua casa, porém não são excessivamente amigáveis. Se for confrontado certamente irá defender-se. São excelentes em obedecer a comandos, muito conhecidos por participar de concursos, onde são realizadas habilidades de treino, e apresentações principalmente nos países europeus.

É um cachorro bastante adaptável, ótimo para apartamentos, como em grandes centros urbanos, e também no campo, onde apreciam longas e divertidas caminhadas principalmente acompanhado.

Os exemplares, além de requerer uma escovação diária, e banhos ocasionais para a sua saúde. Suas unhas devem ser aparadas regularmente. Já as orelhas, devido serem eretas precisam, apenas de uma limpeza ocasional. O cabelo do rosto deve apresentar uma aparência barbuda, e é importante que seja aparado para que não acabe com dificuldades de movimentar-se, ou ter quedas. Precisa brincar e jogar jogos, bem como ser tomadas para uma caminhada duas vezes por semana.

terrier-australiano-03

Saúde

 

Costuma ser resistente ao calor de forma moderada, nada em excesso, pois poderão prejudicar a sua saúde principalmente seus pulmões.

São de estrutura corpórea muito forte, porém possuem alguns problemas genéticos em alguns casos, como luxação de patela, uma doença comum em raças de porte pequeno, que afeta a locomoção do animal, uma doença caracterizada por um deslocamento de patela, também conhecida como rótula. Por algum motivo específico, seja a má formação do osso, ou mesmo algum trauma, a patela acaba saindo de seu lugar, gerando muita dor, muitas vezes ele fica mancando por um tempo.

Aos poucos começa a andar normalmente, mas geralmente, todos os cachorros de pequeno porte, ou pernas curtas são afetados, apesar disto poucos desenvolvem este problema. Caso não haja tratamento poderá ficar manco, ou mesmo desenvolver artrites. Em situações mais graves é imprescindível a realização de procedimentos cirúrgicos. Esta doença é genética, e é recomendado o não acasalamento com cachorros que apresentem este tipo de condição. Expectativa de vida varia entre 12 anos a 15 anos, existem alguns relatos que citam o cachorro com idade superior a esta.

Preço

  • Não há no Brasil estimativas de preço correto para os filhotes dessa raça.

terrier-australiano-02

Leia Também:

Como dar remédio para cães e gatos ? Ler anterior

Como dar remédio para cães e gatos ?

Cachorro pequinês preço, valor de venda, valor médio Ler próxima

Cachorro pequinês preço, valor de venda, valor médio

Adicionar um comentário

Assine nossa Newsletter

Assine e receba novidades, dicas e não perca nenhuma de nossas notícias, você pode cancelar a qualquer momento!