Guia de Raças

Cachorro Basset Griffon da Vendeia

O pequeno cachorro Basset Griffon da Vendeia (em francês: Petit Basset Griffon Vendéen) é uma raça classificada como otimista e alerta, veja aqui as principais características e curiosidades desse lindo cãozinho.

Basset-Griffon-Vendeia

Origem

O pequeno Basset Griffon da Vendeia (em francês: Petit Basset Griffon Vendéen) é uma raça classificada como otimista e alerta. Já traz em seu nome quase tudo sobre a origem e utilização: Petit (pequeno), Basset (baixote, no nível do chão), Griffon (pelo duro) e Vendéen (região na França onde desenvolveu-se), a partir do século XVI. É o menor cachorro entre os bassets da região francesa da Vendéia. Saído do país de origem, tornou-se popular na América do Norte, e no Reino Unido como um bom animal de companhia.

Como sempre, a aparência física está diretamente relacionada à sua função, e ao terreno em que exerceria a caça ao coelho. Na região da Vendéia, encontra- se uma vegetação bem rasteira, com pedras, espinhos e amoreiras. Nesse terreno difícil, o cachorro ideal para a função deveria ser robusto, alerta, determinado, e inteligente, e com pelo duro – que proporcionaria maior segurança ao cachorro. O Grand Basset Griffon Vendéen era usado para caça grande, como veado e lobo, enquanto o Petit Basset Griffon Vendéen era usado para as presas pequenas, como coelhos, lebres, e aves.

O primeiro padrão da raça foi escrito apenas em 1898 e contemplava tanto o Grand quanto o Petit Basset. A história começa a mudar quando Paul Dezamy fundou o Club Du Basset Griffon Vendéen em 1907 e, 2 anos mais tarde, em 1909, dividiu o padrão para que reconhecesse as duas variedades de Basset Griffon Vendéen. Uma medindo de 34 cm a 38 centímetros, e a outra que mediria de 38 cm a 42 cm na cernelha.

Foi assim que o Petit Basset foi diferenciado do Grand, e definido um tamanho específico para cada uma das raças. Apesar desta separação, ainda havia acasalamentos entre as duas variedades que só foram consideradas raças distintas por volta de 1950, e o acasalamento inter-variedades foi proibido em 1975.

Apesar de suas qualidades como caçador, os Petits quase desapareceram na 2ª Guerra Mundial. No Brasil a raça ainda é considerada rara, havendo poucos criadores em atividade.

Basset-Griffon-Vendeia-06

Características

Na aparência geral, o Basset Griffon da Vendeia, é extremamente apto a desempenhar todas as funções de caça, é um cachorro mais longo do que alto, como todos os Bassets, resistente, robusto de expressão doce, um pequeno cachorro vigoroso, ativo, e corajoso. Cabeça de porte altivo, e cara expressiva, crânio ligeiramente arredondado, nem muito longo, nem muito curto, bem cinzelado debaixo dos olhos, e o stop é bem marcado. Os olhos são grandes, com expressão inteligente. Focinho muito mais curto do que o dos Grandes Bassets, todavia, é muito ligeiramente alongado. É reto e quadrado na extremidade. As orelhas são moles, finas, e estreitas, cobertas por pelagem longa, terminadas em forma ligeiramente ovalada, cauda portada alta.

A pelagem dos exemplares é dupla, com subpêlo, dura, não muito longa, nunca com textura lanosa ou sedosa, apresentando franjas não muito abundantes. A cor do pelo pode ser fulvo encarvoado ou areia encarvoado (pelo-de- lebre). Entre os exemplares bicolores, o pelo pode ser branco e preto, preto e castanho, ou branco e laranja. Os exemplares tricolores apresentam pelo fulvo com manto preto e manchas brancas.

O tamanho varia de 34 cm a 38 cm medidos na altura da cernelha, com tolerância de 1 cm para mais ou para menos, pesando entre 11 kg a 16 kg.

Peso: Aproximadamente Macho e Fêmea de 11 kg a 16 kg
Altura Aproximadamente Macho e Fêmea de 34 cm a 38 cm
Grupo:  6 – Cachorros sabujos e farejadores
Funções: Cachorro de caça
Grau de Atividade: Média
Pelo: Duro, mas não muito longo. Jamais sedoso, nem lanoso
Cor: Fulvo encarvoado ou areia encarvoado (pelo-de- lebre). Entre os exemplares bi colores, o pelo pode ser branco e preto, preto e castanho, ou branco e laranja. Os exemplares tricolores apresentam pelo fulvo com manto preto e manchas brancas
Nome de Origem: Basset Griffon da Vendeia
Pais de Origem: França
Registro FCI:

Basset-Griffon-Vendeia-01

Temperamento

Além de suas habilidades como cachorro de caça, que alias é a sua paixão, o Petit Basset é um cachorro de temperamento bastante independente, muito alegre, e ativo. Dócil com as pessoas de casa, a quem costuma seguir por aonde vá. Costuma amadurecer após 2 anos, mas até atingir a maturidade, requer um dono com liderança, e pulso firme.

Normalmente adapta-se bem às crianças a quem conquistam com sua energia inesgotável, e até mesmo com outros cachorros, mas seu instinto de caça aguçado não recomenda-o para quem possua outros animais, como gatos, e roedores, que possam despertar seu instinto. Gosta de mato cerrado, e arbustos emaranhados.

Curiosidades

O Griffon Vendéen inclui quatro variedades ou sub-raças, distintas no tamanho e tipo de atividade. O Grande Griffon Vendéen, inicialmente o único existente, seria descendente dos Cães Brancos do Rei ou Greffiers, dos Griffons Fauves de Bretagne, dos Gris de Saint Louis e dos Griffons de Bresse. Os caçadores utilizavam-no no faro do lobo e do javali. Em 1946, a raça esteve à beira da extinção, e um novo standard foi publicado em 1969, com o cruzamento de cães da raça Billy e da raça Grande Anglo-Francês, que os trouxe leveza, tornando-os mais rápidos e mais disciplinados.

Outra variedade é o Briquet Griffon Vendéen, selecionado no início do séc. XX, designado como uma “redução harmoniosa e melhorada do grande Griffon”. Após a Segunda Guerra Mundial, foi introduzido sangue de Harrier cinza-porcelana. Uma terceira variedade é o Grande Basset Griffon Vendéen, descendente direto do Grande Griffon. A menor e mais popular variedade é o Pequeno Basset Griffon Vendéen, mais sólido e mais quadrado na sua constituição que os outros.

Ainda hoje é muito empregado na França, e em outros países para caçar vários tipos de presas, como veados, porcos selvagens, lebres, e aves. E em países na Europa, e Estados Unidos, organizam-se atividades específicas para que ele não perca completamente suas habilidades caçadoras.

Basset-Griffon-Vendeia-02

Dicas

De adestramento considerado fácil, os filhotes são tão elétricos quanto os adultos, e tem como principal “brinquedo” roer o que parecer, portanto, é essencial que os filhotes tenham bastante estimulação, e que entendam desde cedo o que pode, e o que não pode ser roído. Para que transformem-se em cachorros obedientes, as aulas de adestramento devem começar desde cedo, e de preferência, serem curtas, e objetivas para que os cachorros não distraiam- se à toa.

Lembrando suas origens caçadoras, mesmo os mais calmos precisam de exercício mental e físico. Os Bassets Griffons da Vendéia são alegres, sociáveis, e perfeitos para crianças. Precisam de espaço para gastar sua energia. Não suporta longos períodos de solidão, e se for deixado sozinho em casa, ou no quintal, costuma brindar a vizinhança com uma sinfonia de latidos. Com uma boa disciplina torna-se um ótimo cachorro de companhia.

Sua pelagem áspera protege-o contra o mau tempo, e requer poucos cuidados por parte dos donos, sendo necessária apenas escovação semanal para manter o pêlo em ordem. Já os olhos, e as orelhas requerem um cuidado especial.

Na classificação do pesquisador Stanley Cores, em seu livro – A inteligência dos Cães, o Petit Basset ocupa a 62. posição em entre as 133 raças pesquisadas.

Basset-Griffon-Vendeia-04

Saúde

O Petit Basset é um cachorro rústico que tem poucos problemas de saúde, os mais comuns são relativos a problemas oculares, como o glaucoma. Expectativa de vida varia entre 12 anos a 14 anos.

Preço

  • Não há no Brasil estimativas de preço correto para os filhotes dessa raça.

Basset-Griffon-Vendeia-03

Leia Também:

Cachorro Basset Griffon da Vendeia
Avalie esta postagem

Aqui você encontra tudo para o seu pet.

Pets Perdidos Adoções
Pets Perdidos Achados
Pets Perdidos Perdidos
Pets Perdidos Forum
Pets Perdidos Encontros
Pets Perdidos Serviços
Dra Talita Dal Evedove Lopes. CRMV-SP 26.406

Dra Talita Dal Evedove Lopes, Médica Veterinária (CRMV-SP 26.406)

Formada pela Universidade Anhembi Morumbi em 2009, pós graduada em clínica médica de pequenos animais, especializada em Acupuntura Veterinária, Homeopatia Veterinária, Floral e Reiki Veterinário.
Médica Veterinária do Centro Veterinário Manuel Lopes.
Responsável pelos conteúdos técnicos do Encontros Pet.
Envie sua duvida pra gente: [email protected]

Encontros Pet

Comentários