Blog Encontros Pet, onde você encontra tudo para seu animal de estimação.

Pointer Inglês: Preço Filhotes, Características

Pointer Inglês: Preço Filhotes, Características

Com um aparecimento em meados do século XIX, o Pointer Inglês apareceu na frança, Itália e em outros países da Europa. Conhecido por ser um raça de apontadores, sua linhagem demonstra agilidade, velocidade e facilidade nos movimentos.

Pointer-ingles

Origem

É ideal para terrenos de grandes extensões, onde pode desenvolver o seu galope. As características da sua forma de trabalhar são os apontes repentinos e orientação súbita.

Os primeiros indicadores foram utilizados no século 17 não para indicar o local dos pássaros, mas para apontar lebre e posteriormente os galgos os substituíram. Quando a caça de pássaros tornou-se popular no século 18, o Pointer encontrou o seu lugar como um localizador de pássaros. O cachorro ideal precisaria encontrar o alvo, indicar sua localização e permanecer imóvel até o caçador fazer o disparo, uma tarefa que era um pouco lenta, com as velhas armas da época. O Pointer desde sua origem possui em sua composição genética algumas das raças mais talentosas que existe: galgos, cães de caça, bem como um velho tipo de Spaniel.

Idealmente, dois Pointers são usados para que o caçador consiga localizar o pássaro precisamente por referência cruzada dos pontos dos cachorros. Quando as mostras estavam no auge, no final do século 19, os Pointers ficaram com uma posição de destaque entre as raças apresentadas. Pointers permanecem populares como cachorros de campo e para ajudar caçadores na caça recreativa, mas eles não são tão populares como animais de estimação em relação a muitas outras raças esportivas.

Pointer-ingles01

Características

A principal característica dos olhos da raça Pointer Inglês é o olhar fulminante, prepotente, fixo, ardente. São grandes, redondos e brilhantes. A orelha é caída, suave, fina, dobrável, de forma quase triangular e chata. A cauda, inserida na linha da garupa é grossa e robusta na raiz, afinando até a ponta.

A pelagem do Pointer Inglês é densa, de comprimento parelho, uniformemente liso, curto e reluzente. Cor fígado, limão, preto, laranja – todas essas cores podem ser combinadas com o branco ou então ser sólidas. Um bom Pointer não pode ter uma cor definida. Nas cores escuras, o nariz pode ser preto ou marrom; nas tonalidades mais claras, pode ser mais claro ou cor de carne.

De grande porte, o tamanho dos cachorros da raça Pointer Inglês, fica entre os 55 e 62 cm para os machos e entre os 54 e 60 cm para as fêmeas, medidos sempre à altura da cernelha.

Peso: Macho de 24 kg a 34 Kg  Fêmea de 20 Kg a 29 Kg
Altura Macho de 55 cm a 62 cm  Fêmea de 54 cm a 60 cm
Grupo: 7 – Cães de parar ou cães apontadores
Funções: Cachorro de caça, ponteiro
Grau de Atividade: Alto
Pelo: Curto
Cor: Fígado, limão, preto, laranja – todas essas cores podem ser combinadas com o branco ou então ser sólidas
Nome de Origem: English Pointer
Pais de Origem:

Grã-bretanha

Registro FCI: 1

Pointer-ingles02

Temperamento

Dócil, tolerante e resistente, o Pointer é apegado aos donos e convive muito bem com a garotada. É o tipo de cachorro que tem pique para brincadeiras agitadas e duradouras, assim como paciência para atitudes estabanadas. Vale, contudo, ressaltar que trata-se de um cachorro grande e muitas vezes de movimentos bruscos. Mesmo sem querer pode acabar machucando crianças pequenas. A ressalva vale principalmente para exemplares não acostumados desde a infância com os baixinhos. Os que crescem com eles acabam sendo condicionados pelos donos a agir de forma mais delicada e cuidadosa na presença da criançada. Eles gostam de estar com as pessoas, pede carinho a elas e até as segue pela casa. Mas sem exageros.

O Pointer não é o típico cachorro carente. Mescla à sua docilidade e companheirismo uma dose de independência. Tem seus momentos particulares, quando aprecia ficar sozinho, entregue a um bom descanso ou, o que é mais comum, ocupado em passear e investigar o ambiente. Como a maioria dos cachorros, também demonstra afeto especial a uma pessoa em particular, a quem festeja primeiro e com maior intensidade.

Visitas assíduas são recebidas com festa e alegria. Já em relação às eventuais, o Pointer, embora não seja agressivo nem hostil, é reservado. Não costuma festejá-las gratuitamente e prefere manter-se distante. Caso o desconhecido, no entanto, empenhe-se para ganhar o interesse do cachorro, acaba conseguindo pelo menos uma breve demonstração de simpatia.

A relação entre um casal de Pointers, ou mesmo entre um casal formado por um Pointer e um cachorro de outra raça, costuma ser amigável. Já entre exemplares do mesmo sexo – sejam machos, sejam fêmeas –, há tanto casos de convívio pacífico como conflituoso. Existem dois fatores predominantes que parecem determinar uma boa relação: acostumar os cachorros em questão a viver juntos desde cedo e não optar por dois de temperamento dominante, o que pode ser detectado pelo comportamento dos filhotes. Os mais reagentes, que tomam a iniciativa de explorar ambientes e situações, costumam ser os líderes do bando.

Esses só devem conviver com exemplares mais submissos, que os aceitem como chefe da matilha. Quanto a gatos e outros pequenos animais, embora haja relatos de relação harmoniosa, há muitas histórias problemáticas. O Pointer tem forte instinto de caça. Se não tiver sido habilmente condicionado a aceitar os colegas de reino animal, o mais provável é que tente exterminá-los.

Silencioso o Pointer não é. Excitável e sempre atento ao que acontece a sua volta, late para gatos no muro, para a campainha, para pessoas que chegam ou passam em frente ao portão. Há linhagens mais “comunicativas” que outras, mas, de forma geral, a raça pode ser classificada como latidora de média intensidade.

Curiosidades

Famoso como caçador de aves, o Pointer Inglês, também popularmente apelidado de Perdigueiro, faz grande sucesso em certas nações de tradição na caça esportiva. Caso da Itália e da Espanha, onde a raça ocupa respectivamente 8 º e 14 º lugar no ranking anual de nascimentos de todas as raças.

No Brasil nos anos 80 e no início dos 90, ele também esteve entre os cachorros mais criados. De lá para cá, no entanto, acirrou-se a concorrência no mundo canino: muitas raças chegaram ao País e a criação de outras tantas evoluiu. O aristocrático Pointer perdeu espaço. Hoje, embora distante da disputa pelas primeiríssimas posições no nosso ranking de nascimentos, ele voltou a crescer.

De 2001 para 2003, última data com dados disponíveis, o número de filhotes nascidos quase dobrou e a raça saltou 11 posições no ranking, passando de 45 à 34 em nascimentos ao ano. Nada mau, sobretudo considerando-se que há mais de cem raças criadas e bem estabelecidas em solo verde-amarelo.

Pointer-ingles03

Dicas

Não espere perfeição e faça sua parte. Ensine o Pointer desde filhote a não morder o que não deve e a não estragar o jardim. Sempre ofereça ossos e brinquedos. Embora, bastante ativo, o Pointer não precisa de estímulo para exercitar-se, mas certifique-se de que o mesmo esta fazendo-o para gastar sua enorme energia. Isso será a diferença entre um exemplar menos inclinado a aprontar travessuras e um bastante travesso. De qualquer forma, salvo exceções, faz parte da natureza da raça cavar um buraquinho no jardim ou “batizar” o mobiliário da casa de tempos em tempos.

Gosta de andar, correr, brincar e explorar o ambiente. Embora tenha seus momentos de descanso, sempre mantém o ar disposto a praticar qualquer atividade física, e passa a maior parte do dia em movimento. Donos esportistas encontrarão nele um parceiro e tanto. É uma raça que tem prazer e resistência para longas caminhadas e corridas. Esse espírito cheio de energia combina mais com ambientes de amplas áreas externas, nos quais tanta vitalidade pode ser extravasada em tempo integral.

Graças à pelagem curta, escovações frequentes não são essenciais para manter o Pointer apresentável. Uma boa escovada por semana é suficiente para deixá-lo sem excesso de pelos mortos e com brilho extra. Mas nem isso é fundamental: há muitos donos e criadores que passam meses sem escovar seus exemplares. Na época da muda, quando perdem grande quantidade de fios, é válido escová-los duas ou três vezes por semana: não só acelera o processo de troca de pelagem como se evitam fios espalhados pelo ambiente.

Pointer-ingles04

Saúde

Dentre os principais problemas de saúde podemos destacar a Dermatite alérgica; Displasia Coxofemoral, Epilepsia, Entrópio, Otite, Piodermite, Torsão Gástrica. Expectativa de vida varia entre 12 anos a 15 anos.

Preço

O preço médio pode variar de R$ 1.000 a R$ 3.000.

Pointer-ingles05

Leia também:

Cachorro Fazendo Fezes Moles: O que Fazer? Ler anterior

Cachorro Fazendo Fezes Moles: O que Fazer?

Barriga do Cachorro fazendo Barulho, o que fazer? Ler próxima

Barriga do Cachorro fazendo Barulho, o que fazer?

Adicionar um comentário

Assine nossa Newsletter

Assine e receba novidades, dicas e não perca nenhuma de nossas notícias, você pode cancelar a qualquer momento!