Blog Encontros Pet, onde você encontra tudo para seu animal de estimação.

Pássaro Beija-flor: Curiosidades, Origem e Características

Pássaro Beija-flor: Curiosidades, Origem e Características

O Beija-flor, também conhecido como colibri, cuitelo, chupa-flor, pica-flor, chupa-mel, binga, guanambi, guinumbi, guainumbi, guanumbi e mainoi é um pássaro bastante comum no Brasil, veja abaixo algumas curiosidades sobre ele.

Beija-flor

Origem

O Beija-flor, também conhecido como colibri, cuitelo, pica-flor, chupa-mel, binga, chupa-flor, guanambi, guinumbi, guainumbi, guanumbi, e mainoi, é uma ave da família Trochilidae, composta por 108 gêneros, e 322 espécies conhecidas.

No Brasil, alguns gêneros recebem outros nomes, como os rabos-brancos do gênero Phaethornis, ou os bicos do gênero Heliomaster.

No sistema classificativo de Sibley & Ahlquist, a família Trochilidae integrava uma ordem própria, a Trochiliformes. Entre as características distintivas do grupo contam- se o bico alongado, a alimentação à base de néctar, oito pares de costelas, catorze a quinze vértebras cervicais, plumagem iridescente, e uma língua extensível e bifurcada.

Ao contrário do que muita gente pensa, o Beija Flor não é um pássaro exclusivamente Brasileiro. Ele está estabelecido por toda a extensão das Américas, sendo que podemos encontrar a sua espécie desde as partes geladas do norte do Alasca até as florestas longínquas da terra do fogo, no Ushuaia. Mas realmente a maior diversidade da espécie do pássaro Beija Flor está concentrada nas florestas que estendem-se do Brasil até a região do Equador.

Também chamado no Brasil de colibri, o beija-flor pode ser encontrado em cerca de 108 gêneros conhecidos, além de ter 322 espécies catalogadas. A maioria das espécies é tropical e subtropical, vivendo entre as latitudes 10ºN e 25ºS. Os Troquilídeos estão ausentes do Velho Mundo, onde o seu nicho ecológico é preenchido pela família Nectariniidae, da ordem Passeriformes.

Beija-flor-02

Características

Os beija-flores são poligâmicos. São aves de pequeno porte. O bico é normalmente longo, mas o formato preciso varia bastante com a espécie, e está adaptado ao formato da flor que constitui a base da alimentação de cada tipo de beija-flor. Uma característica comum é a língua bifurcada e extensível, usada para extrair o néctar das flores. O esqueleto e constituição muscular dos beija-flores estão adaptados de forma a permitir um vôo rápido, e extremamente ágil.

São as únicas aves capazes de voar em marcha-ré, e de permanecer imóveis no ar. O batimento das asas é muito rápido e as espécies menores podem bater as asas de 70 a 80 vezes por segundo. Em contraste, as patas são pequenas demais para a ave caminhar sobre o solo. As fêmeas são, em geral, maiores que os machos, mas apresentam coloração menos intensa. Tal como a maioria das aves, o sentido do olfato não está muito desenvolvido nos beija-flores; a visão, no entanto, é muito apurada. Além de poderem identificar cores, os beija-flores são dos poucos vertebrados capazes de detectar cores no espectro ultravioleta.

A alimentação dos beija-flores é baseada em néctar (cerca de 90%) e artrópodes, em particular moscas e formigas. Entre os animais que visitam flores em busca de alimento, os beija-flores são os mais conhecidos, pelos tons metálicos da sua plumagem e a capacidade de visitar flores pairando no ar. Os beija-flores precisam de grandes quantidades de néctar diariamente, para suprir a energia necessária ao seu esvoaçar contínuo. O néctar das flores visitadas por beija-flores é um alimento altamente energético, contendo cerca de 20% de açúcares, sendo que a quantidade de néctar disponível varia com o tamanho e tipo de flor.

As flores visitadas por beija-flores em geral são tubulosas, e apresentam cores vivas, com tonalidades que variam do vermelho ao alaranjado. Esse conjunto de cores e formas permite prever que o polinizador de uma determinada flor seja um beija-flor. As flores da sálvia e do cipó-de- são-joão representam bem os tipos visitados por beija-flores. Entretanto, algumas flores polinizadas por essas aves podem ser azuis ou brancas, como as de certos caraguatás. Nesse caso, as brácteas ou alguma outra parte da planta apresentam cor avermelhada, que atrai a atenção dos beija-flores.

Alguns beija-flores também buscam néctar em flores que são polinizadas por outros tipos de animais, como abelhas, borboletas ou morcegos. Quando isso ocorre, nem sempre há um ajuste entre o tamanho e o tipo de flor e o tamanho do bico do beija-flor. Quando a flor é grande demais, pode ocorrer a “pilhagem de néctar”. Nesse tipo de visita, o beija-flor retira o néctar sem tocar nas partes reprodutivas da planta e, portanto, não realiza a polinização. Beija-flores pequenos, como o besourinho-de- bico-vermelho são pilhadores habituais.

O macho desta espécie emite um característico e longo trinado para atrair a fêmea e acasalar-se. É a fêmea que constrói o ninho e cuida da incubação. Normalmente, dura de 16 a 17 dias a eclosão dos dois ovos, que costumam ter a cor branca. Até os filhotes saírem do ninho, ainda vai um período de vinte a trinta dias nos quais permanecem sendo alimentados pela mãe.

O formato do ninho e material de construção varia de espécie para espécie, assim como a dimensão dos ovos. A maioria costuma ter o ninho em forma de tigela utilizando materiais como fibras vegetais, folhas, teias de aranha para dar coesão externa, musgo e líquens. Todos com aparência muito delicada. Contudo, algumas espécies como a Phaethornis eurynome (rabo-branco- da- mata), típica da Mata Atlântica, constroem o ninho em forma de uma bola ovalada trançada com musgo.

Assemelha-se a uma rede pendente, porém presa por um único fio (este com cerca de quinze centímetros) no galho de uma planta a cerca de 2 m de altura em média. Seu ninho é revestido com líquens e, sob o calor da incubação, os ovos acabam tingidos por eles. A entrada é pela lateral, próxima à base. Com esta forma, o ninho fica fechado por cima e protegido da chuva. Mas devido ao seu diminuto tamanho, curiosamente a longa cauda da fêmea pende pelo lado externo.

Peso:Aproximadamente Macho e Fêmea de 2 g a 6 g
AlturaAproximadamente Macho e Fêmea de 6 cm a 12 cm
Grupo:Família Trochilidae
Nome de Origem:Beija-flor
Pais de Origem:Américas

Beija-flor-01

Curiosidades

Duas espécies de beija-flor extinguiram-se no passado recente: Esmeralda-de- brace (Chlorostilbon bracei), e Esmeralda-de- gould (Chlorostilbon elegans). Das 322 espécies conhecidas, a União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais lista nove como “em perigo crítico de extinção”, onze como “em perigo” e outras nove como”vulneráveis”. As maiores ameaças à preservação do grupo são a destruição, degradação e fragmentação de seus habitat.

Dicas

Os bebedouros para beija-flores têm a finalidade de atrair as aves. A solução de água e açúcar, no interior das garrafinhas não completa as necessidades nutricionais dos beija-flores, que necessitam também de proteínas, supridas pela ingestão de insetos. Se houver um canteiro ou jardim, biólogos recomendam que sejam plantadas espécies que interessem às avezinhas.

Sendo assim, é aconselhável quando se utiliza de tal artifício para atração de beija-flores, por exemplo, em jardins ou sacadas, proceder-se aliado à limpeza diária dos bebedouros e à troca da solução açucarada; preparado de preferência com açúcar comum, evitando-se a utilização de mel, açúcar mascavo, e demais preparado caseiros, pois estes possuem uma maior tendência à fermentação. Além disso, é contra-indicado o uso da água encanada de rede pública, pois esta usualmente é tratada com compostos de cloro ou flúor em dosagens insignificantes para os humanos, mas que nos organismos de aves de pequeno e médio porte caracterizam-se como substâncias acumulativas que prejudicam a saúde destes.

Há várias opções para atrair os beija-flores. Procure combinar espécies que florescem em meses diferentes, e adequadas ao clima da sua região. Ao formar um jardim, plante as flores mais baixas na frente e as mais altas atrás, para todas ficarem bem visíveis. “Para começar um jardim voltado aos beija-flores, plante Camarão-marrom em volta das árvores e nas jardineiras; Camarão- amarelo nos canteiros; Lanterna-japonesa ou Brinco-de- princesa nos vasos suspensos; Asistásias e Lágrima-de- Cristo rosa ao redor dos coqueiros; Asistásias em torno de Arecas e use Grevílea anã como cerca viva”.

Beija-flor-03

Saúde

Expectativa de vida, em média, 12 anos.

Preço

Não tem um preço certo para pessoas que pensam em comprar esse animal no Brasil.

Beija-flor-04

Leia Também:

Ler anterior

Calopsita: Preço dos Filhotes, Características e Curiosidades

Ler próxima

Papagaio: Preço dos Filhotes, Características e Curiosidades

Deixe um comentário

1 × 1 =

Nenhum comentário encontrado.

Posts Relacionados

Assine nossa Newsletter

Assine e receba novidades, dicas e não perca nenhuma de nossas notícias, você pode cancelar a qualquer momento!