Papagaio: Preço dos Filhotes, Características e Curiosidades

Dentro da espécie que engloba todos os pássaros, os papagaios constituem uma ordem própria, os Psitasiformes, os quais dividem-se em 12 famílias, apesar de isto ser variável dependendo do autor, saiba mais sobre essa linda ave, preço de seus filhotes, origem, características e algumas curiosidades.

Papagaio-03

Origem

Dentro da espécie que engloba todos os pássaros, os papagaios constituem uma ordem própria, os Psitasiformes, os quais dividem-se em 12 famílias, apesar de isto ser variável dependendo do autor. Alguns apenas reconhecem uma família com várias subfamílias.

O nome correto do popular Papagaio é Amazona de Testa Azul, também conhecida como Papagaio Verdadeiro ou Papagaio Baianinho. Alguns dos nomes comuns dos Papagaios estão diretamente relacionados com o seu padrão de cores, como por exemplo, o Papagaio-de- peito-roxo, ou o Papagaio-de- bochecha-azul.

Reside no interior da América do Sul, do nordeste do Brasil, leste da Bolívia, Paraguai, até o norte de Argentina. Presente no interior do Brasil, no Nordeste (Piauí, Pernambuco e Bahia), Centro-oeste, Sudeste (Minas Gerais) e no Sul, Santa Catarina (inclusive litoral) e Rio Grande do Sul.

Infelizmente, o número de aves diminuiu consideravelmente, devido principalmente à importação e exportação ilegal. Outros fatores são a redução e destruição dos habitats naturais. Hoje em dia, é considerada uma espécie ameaçada segundo o CITIES (Convenção Internacional de Espécies Ameaçadas da Fauna e Flora Selvagens).

Papagaio-04

Características

Monogâmicas, atingem a maturidade sexual aos 3 anos, e botam de 2 a 4 ovos por gestação. Na natureza, podem ser encontradas em bandos em florestas tropicais. Sua alimentação deve ser à base de sementes e frutas com o objetivo de evitar a obesidade. Muito inteligentes, as Amazonas de Testa Azul desenvolvem rapidamente a capacidade de imitar a voz humana.

São aves muito conhecidas em todo o mundo, e têm características bem definidas.  A cor predominante da plumagem é verde. Outras cores (vermelho, amarelo, laranja, azul, roxo) distribuem-se pelo corpo em diversas combinações dependendo de cada uma das espécies.

Os papagaios têm o corpo compacto com pescoço, asas, e pernas curtas. A cauda também é curta, quando comparada a de seus parentes mais próximos – Periquitos e Araras. Eles medem entre 32 cm e 40 cm, sendo o Papagaio-da- serra o menor, e o Papagaio-moleiro o maior entre as espécies.

Machos e fêmeas não têm dimorfismo sexual, ou seja, não apresentam características físicas que os diferenciem nitidamente.  Quando o casal está próximo é possível identificar o macho porque ele é um pouco maior, e tem o bico mais largo do que a fêmea, mas quando estão em  bando é praticamente impossível  para saber quem é macho e quem é fêmea.

Os papagaios são conhecidos como “aves de bico redondo” – o bico é alto, curvo e muito forte, capaz de quebrar sementes bem duras. A língua é grossa, sensível e com muitas papilas gustativas (entre 300 e 400), o que indica que o  paladar é bem desenvolvido.  Os papagaios têm “papo”, onde o alimento pode ser armazenado durante horas para, por exemplo, levar para a fêmea que está chocando, ou para os filhotes. A sua alimentação baseiam-se em sementes, raízes, tubérculos, e fruta principalmente. Em relação à água, não tem muita necessidade.

A visão dos papagaios é outro sentido bem desenvolvido. Não deve ser criado juntamente com outras raças, e também não tolera mudanças bruscas de temperatura.

Peso:Aproximadamente Macho e Fêmea 400 g
AlturaAproximadamente Macho e Fêmea de 32 cm a 40 cm
Grupo:Família Psitasiformes
CorA cor predominante da plumagem é verde. Outras cores (vermelho, amarelo, laranja, azul, roxo) distribuem-se pelo corpo em diversas combinações dependendo de cada uma das espécies
Nome de Origem:Papagaio
Pais de Origem:Interior da América do Sul, do nordeste do Brasil, leste da Bolívia, Paraguai, até o norte de Argentina. Presente no interior do Brasil, no Nordeste (Piauí, Pernambuco e Bahia), Centro-oeste, Sudeste (Minas Gerais) e no Sul, Santa Catarina (inclusive litoral) e Rio Grande do Sul

Papagaio-01

Temperamento

Normalmente são animais sociáveis, de temperamento dócil.

Curiosidades

Os papagaios são animais fascinantes, especialmente pela capacidade que têm de falar. Esta aptidão é algo que se encontra presente nas espécies de maior tamanho. São capazes de repetir e imitar palavras ditas pelas pessoas. Existem alguns que podem chegar a dizer frases inteiras. Também podem piar facilmente. Isto não quer dizer que entendam o que dizem as palavras não faz sentido para eles. Ainda assim são capazes de, através da observação, relacionar palavras com feitos concretos.

Os papagaios conseguem usar os pés para segurar os alimentos, e levá-los até a boca, como se fossem “mãos”. Isto porque possuem 2 dedos voltados para frente e 2 dedos voltados para trás, ou seja, eles têm pés conhecidos como pés zigodáctilos. Em sua maioria, são canhotos – seguram o alimento com o pé esquerdo, e equilibram-se com o direito. Ás vezes boceja – hábito comum em mamíferos, mas raro em aves. Podem usar os bicos para ajudar no deslocamento entre galhos, e ramagens, como se fosse um terceiro membro.

Em cativeiro, os papagaios, consideram seu dono como um companheiro, podendo inclusive oferecer-lhe comida do papo. Em natureza isto serve para alimentar o companheiro ou o filhote. São comuns os sinais de emoção identificados pelos seus criadores. Reproduzem comportamentos que indicam satisfação ou raiva, e são consideradas aves sensíveis, chegando a demonstrar “ciúmes” de outros animais de estimação.

Um papagaio “deprimido” apresenta comportamento autodestrutivo como, por exemplo, arrancar as penas do próprio corpo, e até ferir-se com o bico. Isto pode ser desencadeado por situações de estresse no cativeiro, como por exemplo, má alimentação, falta de atenção do seu dono, solidão, falta de passeios, ou de novidades, entre outras.

Dicas

É fundamental no treinamento ter paciência, ser persistente, conhecer o temperamento do papagaio, e nunca usar técnicas violentas. As etapas do treinamento acontecem gradativamente, sendo necessários vários dias, ou semanas para atingir-se a meta.

A primeira dica é ser paciente. Não deve-se querer ter o papagaio na mão já no primeiro dia, ou na primeira semana. É preciso que ele primeiro acostume-se ao novo lar e com as pessoas. Depois será necessário ganhar sua confiança, e para isso é fundamental que você tenha tempo disponível para a ave, todos os dias. Lembre-se que são aves inteligentes. Inicialmente aproxime-se apenas da gaiola ou do poleiro-T e converse com ela, dizendo palavras de forma carinhosa. A entonação da voz e a forma gentil que você trata-o serão percebidas. Se você sentir que está próximo demais e ela está nervosa, recue alguns passos.

Aos poucos, você estará ao lado do seu papagaio sem que isso o aborreça. Ao aproximar-se, forneça alimentos que ele goste. Quando a ave estiver confiante e adaptada a você, ofereça alimentos gostosos e faça com que ela venha buscar na sua mão. Após ganhar a confiança da ave – isso pode levar semanas ou meses – você passará para a etapa seguinte que é manter contato físico.

Inicialmente faça com que a ave suba num poleiro (cabo de vassoura). Não faça gestos bruscos que a faça sentir-se ameaçada. Quando você aproximar o poleiro ao peito da ave, ela tenderá a agarrá-lo, subindo no poleiro. Daí é só repetir o procedimento algumas vezes. Passeie com ele pela casa para que acostume-se, e mantenha o equilíbrio.

A etapa seguinte é aproximar sua mão lentamente (porém, sem demonstrar medo) para acariciá-lo na cabeça. Aproxime a mão lateralmente de forma que o papagaio veja o que você está fazendo. Repita esse procedimento até você sentir-se confortável, e conseguir acariciá-lo. Quando o papagaio permitir o contato e estiver confiante em você, não será difícil colocá-lo no seu braço.

Nesse estágio, deve-se ter cuidado para o risco de bicadas, que são doloridas. Já vi casos de pessoas que arremessaram seus papagaios contra a parede ou contra o chão ao serem bicadas. Ao tentar colocar o papagaio na mão, deve-se ter em mente, que se ele bicar, não devemos reagir violentamente, pois isso prejudicaria todo o treinamento, criando ainda mais medo na ave ou pior ainda, seu amigo empenado acabaria numa clínica veterinária.

É comum que os donos cortem as asas de seus papagaios, para evitar que eles voem. Porém não é recomendado que isto seja feito de maneira a cortar demais as asas, uma vez que o animal pode ficar ferido. O ideal é levar o animal para que um veterinário faça a poda adequada.

Papagaio

Saúde

A família é famosa por sua longevidade. Em boas condições físicas, o animal pode viver até 50 anos.

Preço

O preço médio pode variar de R$ 2.800,00 a R$ 13.000,00 (dependendo da cor).

Papagaio-02

Leia Também:

Papagaio: Preço dos Filhotes, Características e Curiosidades
Avalie esta postagem

Encontros Pet