Blog Encontros Pet, onde você encontra tudo para seu animal de estimação.

Cachorro Mastim Napolitano

Cachorro Mastim Napolitano

O cachorro da raça Mastim Napolitano é originário da Itália e compartilha um ancestral em comum com o Cane Corso. É utilizado como cachorro de guarda e companhia. Foi citado por oradores da Roma antiga, desde aquela época estes animais são considerados bons guardiões, devido a seu tamanho e a cor de seu pelo escuro, preferido para amedrontar o ladrão durante o dia e, para atacá-lo durante a noite sem ser visto a longa distância.

Mastino-Napoletano

Origem

Como muitas outras raças o Mastim têm suas origens incertas: enquanto alguns acreditam que tenha sido levada da Índia para Roma por Alexandre, o Grande, outros afirmam que estes caninos sejam descendentes de Molossos Romanos. Em acordo, as correntes têm o fato de o Mastim ter colaborado para o nascimento das raças São-bernardo e Rottweiler. No entanto, tal como o conhecemos hoje, foi apresentado à cinofilia em uma exposição na cidade de Nápoles no ano de Embora trate-se, como já dissemos, de uma das mais antigas raças de cães, ela somente ressurgiu e passou a ser conhecida a partir deste século, durante uma exposição que se realizara em Castel Del’ovo, perto de Nápoles, no dia 12 de outubro de 1946, quando a atenção do público foi despertada para um grupo de oito imponentes cães de uma raça até então desconhecida, isto também chamou a atenção de um jovem Cinófilo chamado Piero Scanziani.

Tratava-se de oito Molossos provenientes das montanhas da Itália e dentre eles havia um que destacava-se dos demais, chamava-se Guaglione e era descendente direto dos antigos Molossos de Épiro, Piero Scanziani quis comprá-lo, porém foi em vão; a partir deste dia o Cinófilo passou a percorrer a região do Vesúvio e, as montanhas da Península em busca de novos exemplares, começou a adquirir fêmeas daquela raça tão admirada, e após muita luta conseguiu finalmente, em 1949, comprar Guaglione e fez dele o primeiro campeão da raça e padrão VIVO, como definiu a revista “CANI”, a partir daí, deu início o ressurgimento da raça que passou a chamar-se Mastim Napoletano, pois havia sido redescoberta na cidade italiana de Nápoles.

E o que torna-o, sobretudo fascinante é a ideia de força e de potência que brota do seu corpo, conjuntamente com um olhar calmo e suave. Tem musculatura potente e peito amplo, o que torna sua andadura particular, tranquila e solta, não obstante o tamanho. É, contudo um cão tranqüilo, que ama preguiçar, não impulsivo nem agressivo sem razão; mas quando é necessário, sabe lutar como nenhum outro e intervir com decisão e grande coragem, protegendo seu dono e o Mastim sabe distinguir o mal-intencionado: é a característica que os Napoletanos identificam como “cussienza”, a inata sensibilidade ao perigo e a capacidade de reconhecer amigos e inimigos.

Durante o dia o elemento inspirava medo ao eventual ladrão e a noite o cão podia agir despercebidamente sem que nenhum ataque pode-se pressentir sua presença, confundindo-o com a escuridão.

Mastino-Napoletano

Características

Um cachorro imponente, robusto e protetor de guarda, porte grande e, aparência imponente. Fisicamente pode chegar aos 70 kg e medir até 77 cm na cernelha; sua cabeça é a maior entre todas as raças caninas, cheia de pregas e rugas, com um crânio largo e achatado entre as orelhas.

O focinho muito grosso e curto colabora ainda mais para a aparência gigante. Sem falar das rugas abundantes e da pele solta ao redor do pescoço (barbelas), que lhe dão um ar feroz e primitivo. No meio de tantas rugas, há uma que é considerada marca registrada e um bom exemplar em tê-la: é aquela que sai da altura dos olhos e vai até o canto da boca, formando uma expressão para lá de carrancuda. Os olhos são em forma de diamante devido às pregas de pele que lhe caiem da testa, a cor da íris deve ser em conformidade com a cor da pelagem. As orelhas são cortadas em triângulo (tradicionalmente em Itália) e revestidas por uma pelagem macia. O pescoço é curto, largo e robusto, o peito forte e entroncado e o dorso largo e musculoso. Os membros são fortes e de aspecto sólido. A cauda é grossa e de raiz baixa, e segundo a tradição deve ser amputada em dois terços.

De grande porte é muito forte, porém não é agressivo. O impacto da mordida é de 2.500 kg a 3.000 kg e, chega a separar o osso. Além disso, é leal e protetor, atacando apenas sob comando. Pesa entre 50 kg a 70 kg no padrão e, existem ótimos exemplares com aproximadamente 100 kg. A sua altura varia entre 65 e 75 cm.

A pelagem é curta, densa e uniforme, de textura áspera nas cores preta, azul, cinza, marrom fulvo e tigrado. Quando nasce, um Mastino Napolitano pesa, em média, meio quilo. E, após dois meses, esse peso já ultrapassa os 12 kg. Quando atinge seu peso ideal, por volta dos 3 anos, este chega a comer quase 4 kg de ração todos os dias.

Peso:Macho de 50 kg a 70 Kg

Fêmea de 50 Kg a 60 Kg.

Altura:Macho de 63 cm a 77 cm

Fêmea de 58 cm a 70 cm.

Grupo:Grupo 2- Pinscher e Schnauzer, Molossian e cães Gado suíço
Funções:Cão de guarda e defesa.
Grau de Atividade:Média a Alta.
Pêlo:Curto
Cor:Preto, variações de cinza, tigrado e fulvo.
Nome de Origem:Mastino Napoletano.
Pais de Origem: Itália
Registro FCI:197

Mastino-Napoletano02

 Temperamento

Apesar do seu aspecto rude e colossal, tem uma personalidade pacífica, bastante dócil, paciente, nobre, majestoso, inteligente e corajoso. Muito equilibrado, dotado de um apurado discernimento entre o bem e o mal, o certo e o errado. Trata-se de um molosso muito antigo, descendente provavelmente do Mastim Tibetano.

Este tem um temperamento balanceado, exigindo do proprietário a imposição de posturas e limites, e preferencialmente adestramento profissional. Demonstra uma devoção extrema ao seu proprietário, tornando-se uma excelente companhia e, insuperável guardião de propriedades.

Curiosidades

Na Itália é conhecido como Mastino Napoletano, aqui no Brasil de Mastim Napolitano, nos Estados Unidos o tratam de Neopolitan Mastiff, na França de Mastim a Nâmples, na Espanha de Mastín Napolitano.

Ele é um dos pesos pesados entre os cachorros. Dos poucos que denominam-se como raça gigante. O Mastim Napolitano já vem ao mundo superdotado e sua multiplicação de peso é surpreendente. Nasce em média com 500 gramas e aos 2 meses acredite se quiser gira em torno de 12 kg. Com meio ano de vida, pode beirar 50 quilos, bem mais que um Pastor Alemão adulto. Estes brutamontes só atingem seu peso máximo por volta dos 3 anos. Nesta fase, chega a comer pasmem quase 3 quilos de uma boa ração por dia.

Do que tem-se registro, os primeiros exemplares da raça a chegarem ao Brasil foi em meados da década de 60. O responsável por este feito foi o Sr. Vincenzo di Cesário, até então residente no estado de São Paulo.

Após a chegada desses primeiros exemplares em nosso país, o criador Ibrahim Hercheui manteve contato com o Sr. Vincenzo e os adquiriu, despertando, deste modo, interesse em outros criadores. Os primeiros cães a pisarem em solo brasileiro oficialmente foram Ali e Babá. Por infelicidade do destino, a cadela Babá nunca conseguiu procriar.

O tempo foi passando, até que outros criadores, já em meados da década de 80, começaram a investir mais na raça; viajavam para a Itália e traziam outros tipos de linhagens, propiciando, com isso, o aprimoramento de nosso plantel.

Outro fator que contribuiu bastante para o crescimento qualitativo de nosso plantel foi a importação maciça de fêmeas selecionadas, típicas, pois, até esta fase, as importações visavam somente aos machos e, como todos sabem a necessidade de uma boa fêmea é igual ou superior à de um bom macho.

Mastino-Napoletano03

Dicas

Não bobeie! Além da ração de primeira qualidade, faça um acompanhamento passo a passo com o seu veterinário. Certifique-se que as dosagens de cálcio e vitaminas estão acompanhando o aumento de peso. É importante que o mesmo esteja sem vermes, para absorver bem os nutrientes. O chão no qual vive deve ser áspero sob pena de deixá-lo com problemas de postura. Comilão por natureza, o Mastim tem tendência à obesidade. Não dê mais comida do que o necessário e exercite-o diariamente, com caminhadas de trinta minutos.

Mastino-Napoletano05

Saúde

O tipão enrugado do Mastim também merece cuidados. As pálpebras caídas expõem à conjuntiva e propiciam infecções oculares. Limpe diariamente os olhos com água boricada para evitar problemas sérios que podem exigir até cirurgias. Dermatites também são mais freqüentes em raças que têm rugas.

Seque bem o cão após o banho ou exposição à chuva. Entre os 6 a 12 meses, a grande produção hormonal aumenta as chances de acne. Como prevenção, passe semanalmente um pano com álcool ou vinagre.

É um cachorro que necessita de fazer bastante exercício para manter a boa forma, sendo adequado para a vida em jardim. Se for treinado para tal, é um perfeito guardião da casa. Expectativa de vida varia entre 8 anos a 10 anos.

Preço

O preço médio do filhote de Mastim Napolitano pode variar de R$ 3.000 a R$ 4.000

Mastino-Napoletano04

Leia Também:

Ler anterior

Cachorro com Intestino Preso: Sintomas, O que fazer?

Ler próxima

Cachorro com Infecção Urinária: O que fazer?

Deixe um comentário

14 + dois =

Nenhum comentário encontrado.

Posts Relacionados

Assine nossa Newsletter

Assine e receba novidades, dicas e não perca nenhuma de nossas notícias, você pode cancelar a qualquer momento!