Blog Encontros Pet, onde você encontra tudo para seu animal de estimação.

Veterinária é processada pelo conselho após se recusar a sacrificar uma cadela. Ativistas mostram apoio a médica.

Veterinária é processada pelo conselho após se recusar a sacrificar uma cadela. Ativistas mostram apoio a médica.

Veterinária que é muito reconhecida por ajudar os animais, está sendo processada pelo conselho por não realizar um processo de sacrifício. Ativistas demonstram apoio a veterinária.

A veterinária Karine Paiva é conhecida em Fortaleza (CE) pelo seu grande trabalho realizado nesses últimos 6 anos, ela faz tratamentos dos animais por um preço bem mais baixo do que o comum e também participa de ONGs que visam defender os animais.

Mas um caso vem chamando a atenção nos últimos dias. Tudo começou em 2014 quando a veterinária recusou a realizar o processo de sacrifício de uma cadela que estava com leishmaniose, pois a mesma acredita que é possível um tratamento e não é preciso o sacrifício. O Conselho Regional de Medicina e Veterinária resolveu entrar com um processo a médica.

Cachorro-veterinaria-01

 

Karine Paiva acredita que está sendo injustiçada e que não vê essas atitudes sendo tomadas contra outros profissionais da área.  “Meu questionamento é que existem vários animais com calazar, outras doenças, e não são sacrificados por outros veterinários, e esses não são notificados” disse.

O Conselho Regional diz que a notificação é uma ordem do Ministério da Saúde e eles estão apenas cumprindo. “Os conselhos regionais cumprem as ordens da ordem federal. Apenas um caso em Mato Grosso do Sul, quando um juiz concedeu uma liminar e liberou o tratamento de um animal com a doença. No nosso Conselho não é permitido” disse Célio Pires Garcia,  presidente do órgão.

Cachorro-veterinaria

O caso ganhou repercussão após a ativista Luisa Mell publicar em suas redes sociais um texto protestando contra a atitude do Conselho. “Amigos, a dra Karine Paiva realiza um importante trabalho em Fortaleza, onde realiza mutirões de castração a preços populares. Além de ter sua própria clinica, é uma veterinária que ajuda a proteção animal. Ama e luta pelos animais. Deveria receber prêmios e aplausos por isso. Mas o Conselho de medicina veterinária acha o contrário. Para o conselho, mesmo tendo tratamento, o cachorro com tal doença deve ser sacrificado. Já tivemos casos semelhantes, e a justiça determinou que o veterinário pode sim tratar o animal

A veterinária Karine Paiva deve ser julgada no próximo mês, a punição pode ser apenas uma notificação, mas caso seja punida de uma forma mais rígida, ela pode ter o seu diploma cassado.

LEIA TAMBÉM:

Ler anterior

CHOCANTE: Após serem abandonados no zoológico, animais morrem e viram múmias.

Ler próxima

Gato Cornish Rex

Deixe um comentário

5 × 3 =

Nenhum comentário encontrado.

Posts Relacionados

Assine nossa Newsletter

Assine e receba novidades, dicas e não perca nenhuma de nossas notícias, você pode cancelar a qualquer momento!